lai

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial Notícias Ceará conquista habilitação para Fase III do teste do pezinho
Ceará conquista habilitação para Fase III do teste do pezinho
Ter, 06 de Novembro de 2012 15:16



O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), da Secretaria da saúde do Estado, será habilitado na Fase III do teste do pezinho, que inclui a fibrose cística na triagem neonatal de doenças genéticas e/ou congênitas. Em reunião na manhã desta terça-feira, 6 de novembro, com técnicos do Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN), do Ministério da Saúde, o secretário da Saúde do Estado, Arruda Bastos, foi informado de que a portaria ministerial de habilitação do Lacen, com especificação dos recursos para a realização do exame, será publicada em dezembro deste ano, o que garante a execução da Fase III da triagem neonatal no Ceará a partir de 2013. O Programa Estadual de Triagem Neonatal já executa os exames das fases I e II do teste do pezinho, que identificam fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito e doença falciforme.

O teste do pezinho, obrigatório no país, é apenas a primeira etapa do programa de triagem neonatal. É uma ação preventiva que permite fazer o diagnóstico de doenças a tempo de se intervir na sua evolução, por meio de tratamento precoce específico, possibilitando a diminuição ou a eliminação das sequelas a elas associadas. O tratamento das doenças identificadas na triagem em recém-nascidos é feito no Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS), unidade da rede estadual de saúde credenciada no PNTN. A cobertura em triagem neonatal pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Ceará evoluiu de 66% dos nascidos vivos em 2004 para 82% em 2011, que representam mais de 105 mil recém-nascidos. Em todo o Brasil, a cobertura chegou a 83% dos nascidos vivos. Em oito anos, mais de 19 milhões de recém-nascidos foram triados pelo SUS no país.

Os Correios são parceiros do Programa Estadual de Triagem Neonatal e um aditivo será feito ao convênio com a Secretaria da Saúde do Estado para a agilização do transporte de testes e resultados de exames, a fim de garantir a redução do tempo entre a primeira coleta do teste do pezinho, ideal entre o 3º e o 5º dia de vida, e a  primeira consulta, por doença detectada, que deve ser do 10º ao 15º dia de vida. O Ministério da Saúde está normatizando a Fase IV do PNTN, com a inclusão de triagem neonatal para Deficiência de Biotinidade e Hiperplasia Adrenal Congênita no protocolo de procedimentos das unidades habilitados.
 


Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira / Marcus Sá ( Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. / 85 3101.5220 / 3101.5221 / 8733.8213)

Twitter: @SaudeCeara

 

 

 

Calendário

Outubro 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4